Igreja IEAD-Roo,MT

Jerusalém

Quase que vc subia

Coral IEAD Roo,MT

A LUZ DO MUNDO


By Scraps Gospel ®

sábado, 4 de dezembro de 2010

Criança afirma ter ido ao céu, falado com Jesus e João Batista

Criança afirma ter ido ao céu, falado com Jesus e João Batista: "
Nos últimos dias tem se debatido muito, nos Estados Unidos, a história de Colton Burpo. Quando este filho de um pastor metodista do Nebraska tinha quatro anos (em 2003), teve uma apendicite que foi diagnosticada errada. Assim que os médicos descobriram o que havia ocorrido, ele foi submetido a uma operação de emergência. Ele não resistiu, disseram os médicos, e ele foi dado como morto.



Deitado na cama de um hospital, o menino narra que pode ver sua alma subindo até o céu. Ele descreve que viu e ouviu o que seu pai orava e o que sua mãe fazia nos corredores do hospital. Chegando ao céu, encontrou seu bisavô e conversou com a irmã mais velha que nunca conheceu, pois sua mãe teve um aborto espontâneo, assuntos que ele desconhecia até então.



Ele narra que viu e conversou com Jesus, que andava em um cavalo que somente ele podia montar. Descreveu ainda uma visão de Deus “muito grande”, sentado em uma cadeira muito alta. Depois de algum tempo no céu, tendo visões que se assemelham em muitos aspectos ao que diz o livro de Apocalipse e conversar com personagens bíblicos como João Batista, o menino voltou à Terra.



Ele reviveu e relatou tudo que experimentou ao pai, Todd, que decidiu registrar em um livro chamado “Heaven is for real” [O Céu é de verdade], lançado pela Thomas Nelson. O livro tem o prefácio de Don Piper, que também escreveu uma obra narrando como foi sua experiência no céu e que endossa o testemunho de Colton.



Este não é o primeiro livro escrito por pessoas que alegam ter visitado o céu. O que chama atenção é o fato de ser narrado por uma criança de quatro anos de idade. Segundo seu pai, muitas das coisas que ele narra não seriam possíveis para ele conhecer. Desde a história da perda da irmã no ventre materno até detalhes sobre a visão celestial que corroboram com a narrativa do apóstolo João no livro de Apocalipse.



No início desta semana o menino e o pai foram entrevistado pela rede americana Fox, no programa Fox & Friends (assista o vídeo). O que era para ser uma simples promoção de seu livro (qua acaba de ser lançado) se transformou quase imediatamente em uma controvérsia nacional. Centenas de sites e blogs reproduziram a entrevista, muitos elogiaram a emissora enquanto um outro grupo fazia pesadas críticas ao que consideram uma tentativa da direita cristã de impor sua agenda e usar o menino para isso. Os detalhes fornecidos pelo jovem Burpo de que todos são jovens no céu e que os olhos de Jesus são azuis criaram controvérsia também no meio religioso. O livro já tinha passado das 100.000 cópias vendidas antes de toda essa exposição de mídia e agora certamente irá ter uma procura ainda maior.









O QUE VOCÊ ACHA SOBRE ISSO? VERDADE, MENTIRA, OU UMA BELA ESTÓRIA SÓ PARA VENDER LIVROS?
***



Fonte: Gospel+ via Gospel Home Blog
"

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Definida Programação da 40ª AGO da CGADB em Cuiabá/MT

Definida Programação da 40ª AGO da CGADB em Cuiabá/MT: "
Inscrições começam nesta Quarta Feira, 01 de Dezembro de 2010
e vão até 12 de Fevereiro de 2011


A Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) definiu em 11 de novembro a programação oficial da sua 40ª Assembleia Geral Ordinária, a ser realizada nos dias 12 a 14 de abril de 2011, com abertura do culto solene no dia 12, terça-feira, às 19h, e as plenárias com início às 9h do dia 13, no Grande Templo da Assembleia de Deus em Cuiabá (MT), situado à Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 3500, Bairro Bosque da Saúde, Cuiabá.


Cada sessão da Assembleia Geral funcionará no período das 9h às 12h, e das 14h às 17h. Porém, o temário proposto bem como o horário de funcionamento das sessões poderão sofrer modificação, com a inclusão de assunto relevante a ser encaminhado pela Comissão de Temário, mediante publicação de edital suplementar posteriormente.

Na segunda e na terça-feira, dias 11 e 12 de abril, das 9h às 17h, haverá a entrega de material didático aos convencionais inscritos.

Na noite do dia 12, culto de abertura com pregação da Palavra de Deus com o pastor José Wellignton Bezerra da Costa, presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil.

Na manhã e na tarde da quarta-feira, dia 13, os preletores dos devocionais serão os pastores Elienai Cabral, líder da AD em Sobradinho (DF), que ministrará pela manhã antes da primeira sessão convencional ter início; e José Antônio dos Santos, líder da AD em Alagoas, que ministrará à tarde, antes de ser dada continuidade à primeira sessão. Na noite do dia 13, o pregador será o pastor Joel Freire da Costa, presidente da Convenção Fraternal das Assembleias de Deus Brasileiras nos Estados Unidos (Confradeb-EUA).

Na manhã e na tarde da quinta-feira, dia 14, os preletores dos devocionais serão os pastores Carlos Estevam, da AD no Mato Grosso, que ministrará pela manhã antes da segunda sessão convencional ter início; e Ubiratan Batista Job, líder da Convenção da AD no Rio Grande do Sul, que ministrará à tarde, antes de ser dada continuidade à segunda e última sessão convencional. No culto de encerramento, na noite do dia 14, o pregador será o pastor Cláudio Caetano, da Assembleia de Deus em Santa Catarina.


Temário: No temário da AGO de 2011, constam os seguintes temas:

1) Posicionamento da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) quanto à nulidade ou anulabilidade do casamento, união estável e concubinato, e a revisão do posicionamento acerca do divórcio, com leitura de parecer elaborado pela Comissão Especial designada na última Assembléia Geral Ordinária;

2) Ênfase aos princípios pentecostais, face à celebração do Centenário das Assembléias de Deus.

3) Perigos que ameaçam as Assembléias de Deus no Brasil: a) Mornidão; b) Modismos neopentecostais; c) Remoção dos marcos antigos; d) Omissão dos valores eclesiásticos.

4) Homologação de Convenções afiliadas e/ou julgamentos de recursos;

5) Apreciar e deliberar sobre relatórios da Mesa Diretora e do Conselho Fiscal, relativos ao período do mandato, conforme disposto no art. 8º, III, do Regimento Interno.

Inscrições
A inscrição de associados para participarem do evento será realizada no período de 1 de dezembro deste ano até as 18h do dia 12 de fevereiro de 2011, na sede social da CGADB, situada à Avenida Vicente de Carvalho, n° 1083, Rio de Janeiro (RJ), ou pelos telefones (21) 3351-3054, 3351-3387 e 3351-5256, ou ainda pelo site www.cgadb.com.br/inscricao, mediante o pagamento da taxa a seguir discriminada:

1) R$ 300,00 (trezentos reais), incluindo alimentação, hospedagem em instalações cedidas pelas igrejas locais, e a inscrição para o evento, podendo ser parcelada em até três vezes iguais e sucessivas, até 12 de fevereiro de 2011.

2) R$ 120,00 (cento e vinte reais) apenas para a inscrição para o evento, podendo ser parcelado em até duas vezes, até a mesma data acima mencionada. As referidas taxas são irrestituíveis. O valor será depositado no Banco Bradesco, Agência 26-4, Conta Corrente 158.000-0, em cuja hipótese deverá ser a mesma confirmada mediante o envio do comprovante até a data acima aprazada.

3) A taxa de inscrição para presbíteros obedecerá ao mesmo critério da de ministros.

4) A taxa de inscrição para esposas de pastores será de R$ 50,00 (cinquenta reais), sem alimentação e hospedagem.

5) As despesas de locomoção serão suportadas por cada associado.

Fonte: CGADB/Mensageiro da Paz 1.507
"

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

CPAD - Lições Bíblicas - 1o trimestre 2011 - Tema central e relação dos assuntos

CPAD - Lições Bíblicas - 1o trimestre 2011 - Tema central e relação dos assuntos: "
Capa Lições Bíblicas da CPAD
1o. Trimestre 2011

No 1º Trimestre de 2011 estaremos estudando através das Lições Bíblicas da CPAD o tema:

Atos dos Apóstolos: Até aos confins da terra.

A lição será comentada pelo pastor Claudionor de Andrade, e abordará semanalmente os seguintes assuntos:

1. Atos - A Ação do Espírito Santo Através da Igreja
2. A Ascensão de Cristo e a Promessa de Sua Vinda
3. O Derramamento do Espírito Santo no Pentecostes
4. O Poder Irresistível da Comunhão na Igreja
5. Sinais e Maravilhas na Igreja
6. A Importância da Disciplina na Igreja
7. Assistencia Social, Um Importante Negócio
8. Quando a Igreja de Cristo é Perseguida
9. A Conversão de Paulo
10. O Evangelho Propaga-se Entre os Gentios
11. O Primeiro Concílio da Igreja de Cristo
12. As Viagens Missionárias de Paulo
13. Paulo Testifica de Cristo em Roma

'Uns cofiam em carros e cavalos, nós faremos menção do nome do Senhor'
"

AD em São Paulo, Ministério do Belém batizou 9,7 mil em 2010

AD em São Paulo, Ministério do Belém batizou 9,7 mil em 2010: "
Último Batismo do ano foi o record em 2010, 1.923 novos Batizados


Há exatos 33 dias para a Assembleia de Deus no Brasil entrar no ano de seu Centenário, 2011, o Ministério do Belém em São Paulo, o maior ministério Assembleiano do país já festeja alguns resultados, nesta ocasião, o número de novos membros que foram recebidos pela denominação na capital em 2010 através do Batismo nas águas.

Na manhã de domingo, 28 de novembro, foi realizado pela igreja líderada pelo Presidente da Convenção Geral das ADs no Brasil, pastor José Wellington Bezerra da Costa o último batismo do ano, 1.923 pessoas, alguns novos crentes, outros filhos de crentes, de diversas idades, adolescentes, jovens, senhoras e senhores passaram pelo tanque batismal.

A cerimônia que contou com aproximadamente 6 mil pessoas foi conduzida pelo pastor presidente, José Wellington, auxiliado pelo vice-presidente, pastor Wellington Junior. Vários líderes da denominação, pastores setoriais estiveram presentes, demonstrando total apoio a este que é considerado um dos maiores e mais importantes eventos realizado no Belenzinho.

Pastor Wellington ministrou também a palavra de Deus aos presentes, após, feito apelo, diversas pessoas que compareceram no culto de batismo para acompanhar um parente ou amigo, decidiram-se por Cristo, aceitando-o como seu Único e Suficiente Salvador.

Os pastores, Adeli Geraldo dos Santos, São Miguel Paulista; Sérgio Ramacciote, Artur Alvim; Paulo Baugratz, Parada XV de Novembro; Euclides Oliveira, Ferraz de Vasconeclos; Veelson dos Santos, Cambuci; José Prado Veiga, Lapa; José Felipe, Vila Guarani; Manoel Azevedo, Campo Limpo; Elias Camilo, Itaim Paulista; Laerte Sforcin, Belém; Samuel Freire, São Bernardo do Campo; José Domingos, Cidade Ademar; Alexandre Florêncio, Embú-Guaçu; Alberto Brito, Jardim Itapema e Ezequias Henrique, Parque Cocaia; foram os responsáveis pelo batismo.

Anualmente o ministério realiza 6 batismos nas águas, todos nos meses ímpares do ano, somando os batismos realizados em 2010, a denominação na capital paulista batizou 9,734 novos crentes, confira abaixo o número de candidatos ao batismo em 2010 por meses:

31 de Janeiro = 1.469
28 de Março = 1.721
30 de Maio = 1.669
25 de Julho = 1.346
26 de Setembro = 1.606 e
Novembro = 1.923

Em 2011, em virtude do Centenário das Assembleias de Deus no Brasil, a CGADB, Convenção Geral das ADs no Brasil agendou para 12 de Junho um batismo nacional, onde todas as igrejas sedes de campos e ministérios de todo pais estarão realizando simultaneamente um batismo em águas, o objetivo é batizar 100 mil novos crentes, possivelmente, as datas de batismo no Belenzinho sofrerão alterações, para atender assim a expectativa da Convenção, aguarde, em breve divulgaremos as datas dos batismos em 2011.

"

domingo, 7 de novembro de 2010

Líderes não são maiores do que a graça de Deus

Líderes não são maiores do que a graça de Deus: "
'Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia'.
Ah, se todos nós, que somos considerados líderes, tirássemos as nossas máscaras e vivêssemos o discipulado em sua forma simples e bíblica. Ah, se abríssemos mão de certos caprichos, vaidades, presunção, arrogância, orgulho, farisaísmo, ostentação e viéssemos para a planície. Quanto ganhariamos! E a igreja também! Não generalizo, mas uso a linguagem da inclusão ao pensar que muitos de nós estamos de fato incorrendo nessa gravíssima falha. Sei que o desenvolvimento pessoal é parte do nosso crescimento. Mas considerar tudo o que conquistamos como esterco (tem lá o seu valor) é um dos princípios da vida cristã.

O que está em cena, aqui, não são as nossas conquistas em si mesmas, mas o pedestal, a glória humana, a fantasia, a hipocrisia, o aplauso e a consequente perda de referenciais. Achar que somos tudo, quando, na verdade, nada somos. Ou passar uma falsa humildade, que, no fundo, pretende que as pessoas olhem para nós e digam: "vocês são mesmo os tais!" Esse é o cerne. Quantas vezes pregamos e, ao final, nos sentimos frustrados, quando as pessoas não nos procuram para "elogiar" a nossa pregação! Quantas vezes chegamos de propósito atrasados ao culto para que a assistência nos olhe com admiração e, se não pode falar alto, pelo menos pense ou cochiche: "Está chegando o pregador!" Esse é o ponto.

Infelizmente, trazemos para a nossa realidade da fé um pouco (ou muito?) da herança católica que faz o povo olhar para os seus líderes como infalíveis. Estes, por sua vez, vestimos a farda com muita facilidade. A partir disso, passamos a ser os reis da cocada preta (sem racismo, por favor. Pode ser branca também!). Até na forma de andar, gesticular ou fazer alguns trejeitos, expomos a aura da infalibilidade que tanto massageia o nosso ego. Não conseguimos ser simples, e, se tentamos aparentar simplicidade, fazemos de maneira tão afetada que logo transparece a prepotência. Como neste conhecido bordão: "Fulano é tão humilde que tem orgulho da sua humildade".

Só que a casa cai. Não há arrogância que dure para sempre. De tempos em tempos, para a nossa tristeza (e também aprendizado), surge uma nova notícia, dando conta do fracasso de um líder, que muitos o tinham como o grande referencial e o tratavam, não com o respeito que todos merecem, mas com idolatrada veneração. Podemos chegar a este ponto, quando perdemos os nossos limites. Quando achamos que não temos de prestar contas a ninguém. Quando nos colocamos no pedestal acima dos "simples mortais". Quando não nos reconhecemos como o principal dos pecadores, à semelhança de Paulo. Quando deixamos de olhar as "nossas justiças como trapos da imundícia". Quando achamos que somos maiores do que a graça de Deus. Quando o pecado torna-se apenas um detalhe que não nos importa em nosso dia a dia. Quando, por confiar em nossa autossuficiência, não buscamos ajuda em nossos momentos de fragilidade.

Creio que Deus permite a exposição de alguns dentre nós, trazendo à tona todos os apetrechos escondidos no seu coração, para que o povo perca essa visão "divinizada" da liderança, e nós, que somos tidos em tal condição, possamos humildemente dizer como João Batista: "É necessário que ele cresça e que eu diminua", ou como Paulo: "Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?" Ao contemplarmos tais situações, por outro lado, nossa atitude deveria ser a de vestir-nos de sacos e assentar sobre as cinzas para chorar os nossos pecados pessoais e coletivos, orar pela restauração de quem está sendo tratado pelo Senhor e, com inteireza de coração, nos expormos aos braços amoráveis do Pai para deixar de ser sustentados pelas nossas próprias pernas.

Líderes são necessários na igreja desde os primeiros dias do Cristianismo. Atos dos Apóstolos descreve a sua existência. As epístolas tratam de forma clara o assunto. Mas não formam casta especial. Privilegiada. Com alguns galões que possam distingui-los dos demais crentes em sua relação com Deus. Não são pequenos deuses para ser glorificados pelos homens. São modelos, inclusive na fraqueza, para que possam pelo exemplo mostrar aos que lideram, no mesmo nível, que só pela graça - unicamente e apenas pela graça - sem qualquer outro privilégio, podem superar as falhas e buscar a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor. E aí todos saberão que ninguém é melhor do que ninguém ou ocupa lugar especial à direita ou a esquerda do trono de Deus.

Somos humanos, fracos, faliveis, necessitados, dependentes, incapazes em nós mesmos, para os quais o Senhor, que enfrentou todas as nossas fraquezas em sua humanidade, pode dizer: "A minha graça te basta".
"

sábado, 16 de outubro de 2010

Salmo 125 e o Monte de Sião

Salmo 125 e o Monte de Sião: "
.

Mount
Sul de Jerusalém e o Monte de Sião.

Confiança
Os que confiam no SENHOR
Serão como o Monte de Sião, que não se abala,
Mas permanece para sempre.

Segurança
Como estão os montes à volta de Jerusalém,
Assim o SENHOR está em volta do seu povo,
Desde agora e para sempre.

Porque o cetro da impiedade não permanecerá
sobre a sorte dos justos,
Para que o justo não estenda as mãos à iniquidade.

Súplica
Faze bem, ó SENHOR,
Aos bons e aos que são retos de coração.

Julgamento
Quanto àqueles que se desviam
Para os seus caminhos tortuosos,
Levá-los-á o SENHOR com os que praticam a maldade;

Bênção
Paz haverá sobre Israel.






"

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

3 mil participam do Culto de Abertura da 64ª Escola Bíblica de Obreiros na AD no Belenzinho

3 mil participam do Culto de Abertura da 64ª Escola Bíblica de Obreiros na AD no Belenzinho: "









Com a presença de aproximadamente 3 mil pessoas, o pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente do Ministério do Belém, CONFRADESP e CGADB, abriu oficialmente no templo-sede no Belenzinho a 64ª Escola Bíblica de Obreiros.

Além do cerimonial da entrada das bandeiras, o culto contou com momentos de louvor apresentados pelos conjuntos de, crianças, adolescentes, jovens, coral e orquestra da igreja sede e com a mensagem da palavra de Deus que foi pregada pelo pastor Wellington. Duas pessoas aceitaram a Jesus no culto de abertura, deste que é um dos maiores eventos realizados pela AD em São Paulo.

A EBO 2010 segue de 19 de setembro a 04 de outubro de 2010, com estudos bíblicos durante os períodos da manhã, tarde e cultos pentecostais a noite. Ao todo em cada dia da EBO cinco ministros pregam e ensinam a palavra de Deus, são dois estudos pela manhã e mais dois a tarde e as mensagens dos cultos da noite que onde toda igreja participa ativamente. Em cada reunião noturna da EBO, setores diferentes da igreja se revezam para participar da festa.

Acompanhe aqui toda cobertura da 64ª EBO. Siga a EBO também no twitter, www.twitter.com/eboadbelemsp.
"

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

IGREJA NÃO FAZ ALIANÇA POLÍTICA

IGREJA NÃO FAZ ALIANÇA POLÍTICA: "
Sei que parece contrassenso e até relutei em postar o artigo que segue, mas apesar de discordar do pensamento do Ed Rene em questões como Onipotência e Soberania de Deus, e por ter acabado de postar um texto da CNBB pedindo para os fiéis não votarem em Dilma Rousseff, tenho que admitir que continuo admirador da capacidade argumentativa de nosso irmão Kivitz e que o texto abaixo, de sua autoria, é uma pérola nesses tempos de eleições. Quem lê, entenda!
Ed René Kivitz.

Igreja não vota. Igreja não faz aliança política. Igreja não apoia candidato. Igreja não se envolve com política partidária. Há pelo menos cinco razões para este posicionamento.

Primeira: o Estado é laico. Igreja e Estado são instituições distintas e autônomas entre si. É inadmissível que, em nome da religião, os cidadãos livres sofram pressões ideológicas. Assim como é deplorável que os religiosos livres sofram pressões ideológicas perpetradas pelo Estado. É incoerente que um Estado de Direito tenha feriados santos, expressões religiosas gravadas em suas cédulas de dinheiro, espaços e recursos públicos loteados entre segmentos religiosos institucionais. É uma vergonha que líderes espirituais emprestem sua credibilidade em questão de fé para servir aos interesses efêmeros e dúbios (em termos de postulados ideológicos e valores morais) da política eleitoral ou eleitoreira.

Segunda: o voto é uma prerrogativa do cidadão. Assim como os clubes de futebol, as organizações não governamentais, as entidades de classe, as associações culturais e as instituições filantrópicas não votam, também a igreja não vota. Quem vota é o cidadão. O cidadão pode ser influenciado, melhor seria, educado, por todos os segmentos organizados da sociedade civil, inclusive a igreja. Mas quem vota é o cidadão.

Terceira: a igreja é um espaço democrático. A igreja é lugar para todos os cidadãos, independentemente de raça, sexo, classe social e, no caso, opção política. A igreja é lugar do vereador de um lado, do deputado de outro lado, e do senador que não sabe de que lado está. A igreja que abraça uma candidatura específica ou faz uma aliança partidária, direta e indiretamente rejeita e marginaliza aqueles dentre seu rebanho que fizeram opções diferentes.

Quarta: a igreja não tem autoridade histórica para se envolver em política. Na verdade, não se trata apenas de uma questão a respeito da igreja cristã, mas de toda e qualquer expressão religiosa institucional. A mistura entre política e religião é responsável pelos maiores males da história da humanidade. Os católicos na Península Ibérica e em toda a Europa Ocidental. Os protestantes na Índia. Os católicos e os protestantes na Irlanda. Os judeus no Oriente Médio. Os islâmicos na Europa e na América. Todos estes cometeram o pior dos crimes: matar em nome de Deus. Saramago disse com propriedade que “as religiões, todas elas, sem exceção, nunca serviram para aproximar e congraçar os homens, que, pelo contrário, foram e continuam a ser causa de sofrimentos inenarráveis, de morticínios, de monstruosas violências físicas e espirituais que constituem um dos mais tenebrosos capítulos da miserável história humana”.

Quinta: o papel social da igreja é profético. Quando o governo acerta a igreja aplaude. Quando o governo erra a igreja denuncia. Quando a autoridade civil cumpre seu papel institucional a igreja acata. Quando a autoridade civil trai seu papel institucional a igreja se rebela. A igreja não está do lado do governo, nem da oposição. A igreja está do lado da justiça.
Todo cristão é também cidadão. Todo cristão deve exercer sua cidadania à luz dos valores do reino de Deus e do melhor e máximo possível da ética cristã, somando forças em todos os processos solidários, e engajados em todos os movimentos de justiça.

Comparecer às urnas é um ato intransferível de cidadania, um direito inalienável que custou caro às gerações do passado recente do Brasil, e uma oportunidade de cooperar, ainda que de maneira mínima, na construção de uma sociedade livre, justa e pacífica.

fonte: site da Ibab



Maranata. Ora Vem Senhor Jesus!
Deus abençoe a todos.
"

domingo, 29 de agosto de 2010

Coral Oásis - Usa-me - DVD Silvan Santos

Perto Quero Estar - Orquestra Filarmônica Messiah

Perto Quero Estar - Orquestra Filarmônica Messiah: "



Fantástica apresentação da Orquestra Filarmônica Messiah da Igreja assembléia de Deus, Ministério Belém, em Campinas São Paulo. Fundada em 1989, como mais um grupo integrante do departamento de música, foi criada para acompanhar a execução dos Hinos da Harpa cristã durante os cultos. Inicialmente eram apenas 18 músicos, hoje já somam 65 componentes. O gosto pela música com formação sinfônica faz com que várias gerações de uma mesma família façam parte da orquestra que tem recebido convites para apresentações no exterior.

Descobri este trabalho magnífico por acaso. É um tipo de música raro de ser apreciado, de qualidade ímpar, e não tão divulgado, pelo menos aqui no Brasil. Para quem interessar, aqui está o link da página oficial da orquestra: http://www.adcamp.org.br/messiah/


Por:Wilma Rejane
"

sexta-feira, 30 de julho de 2010

(título desconhecido)

(título desconhecido): "
FRUTO DO ESPÍRITO

'Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão, o domínio próprio' (Gálatas 5:22, 23).

Textos adicionais:

Gálatas 5:19-23;

Efésios 2:1;

João 15:1-11.

















Mensagem


Primeira Árvore

(Coloque a árvore seca sobre a mesa, diante dos presentes. Mantenha as outras duas árvores ocultas.)

Esta árvore representa uma pessoa que não tem Jesus no coração. Veja como se parece com galhos secos. Efésios 2:1 e Gálatas 5:19, 20 descrevem a vida de uma pessoa assim (ler as passagens enquanto mostra as folhas secas, apresentando que tipo de atitudes mantém tal pessoa: ódio, brigas, mentira, inveja, etc.). A seguir, oculte essa árvore.

Segunda Árvore

(Mostre a árvore com folhas verdes.)

Esta árvore representa uma pessoa cristã. Veja como tem folhas verdes! Quando a árvore tem este aspecto, é sinal de que está viva. Essa pessoa foi purificada de seus velhos pecados – ira, inveja, etc. (aponte para a árvore), mas não vemos frutos nela. Oculte essa árvore também.

Terceira Árvore

(Mostre a árvore com os galhos e com muitas folhas, mas sem as balas de goma ainda.)

Vejam! Nesta árvore há uma diferença! (Cole – ou amarre – uma bala em um dos galhos.) Este cristão está dando frutos porque permanece perto do Pai celestial (mencione João 15).

(À medida que os frutos estiverem sendo colocados na árvore, mencione que uma pessoa assim produz o verdadeiro fruto do Espírito, com todas as qualidades descritas em Gálatas 5:22, 23.)

NOTA: para deixar a árvore repleta de 'frutos', você pode colocar várias balas enquanto apresenta cada fruto.

1. Amor – Ele ama a Cristo e a seus semelhantes.

2. Alegria – Contagia outros com a sua alegria e dá testemunho da alegria que sente por ser um cristão.

3. Paz – Ele confia em Deus e entrega suas preocupações a Ele. Quando sente medo, refugia-se em Deus e em Cristo.

4. Longanimidade – Quando outras pessoas ficam iradas com ele ou se opõem ao que ele diz, ele não se irrita nem se enfurece.

5. Benignidade Ele nunca é rude ou descortês – é bondoso para com todos.

6. Bondade – Ele está sempre disposto a ajudar os outros.

7. Fé – Crê que Cristo pode salvá-lo. Ora, lê a Bíblia e deposita sua confiança em Cristo.

8. Mansidão – Possui domínio próprio porque entregou o controle de sua vida a Cristo.

9. Temperança – Procura comer, beber de acordo com os princípios bíblicos e age equilibradamente em tudo o que faz. Nunca participa de nada que lhe é prejudicial.

Coloque a tira com o nome JESUS no topo da árvore (se necessário, cole-a com antecedência sobre um papelão para não dobrar). Este é o tipo de cristão que devemos ser – aquele que dá frutos e que permite que Cristo seja visto em sua vida.

REFLEXÃO PARA CRIANÇAS

Uma criança que ama Jesus é aquela que conta aos amiguinhos tudo o que sabe sobre Ele, não somente através das suas palavras, mas através das suas brincadeiras, dos seus gestos e atos de bondade. Que tipo de criança é você? Com qual árvore você se parece? Com a árvore seca? Com a que só faz sombra? Ou com a que faz sombra, dá frutos e alimenta?

APELO

Quantos querem ser uma árvore bem bonita? Só Jesus pode nos ajudar a sermos esta bela árvore que dá muitos frutos - aquelas qualidades a que a Bíblia dá o nome de 'Fruto do Espírito'.


Você também encontra muitos recursos para sua aula neste site:

Material Didático para cultinho


"